teste de js


Em 2011, realizou-se na antiga Cadeia do Aljube, em Lisboa, uma exposição evocativa da repressão durante o regime fascista, intitulada "A Voz das Vítimas".

Tomando como referência os anos de duração da ditadura, a exposição apresentou 48 pessoas que passaram pelas cadeias da PVDE/PIDE/DGS, traçando de modo necessariamente sucinto o seu percurso prisional.
Os retratos dessas 48 vítimas são testemunho da repressão que marcou o nosso país e, também, eco do grito de revolta de quantos ousaram resistir à ditadura.
São homens e mulheres das mais variadas origens sociais e geográficas, com vivências políticas muito diferentes, que ao longo desses 48 anos lutaram, sofreram, quantas vezes morreram, mas sempre se bateram pelos seus ideais.
Esta exposição envolveu a Fundação Mário Soares, o Instituto de História Contemporânea da FCSH da Univ. Nova de Lisboa, o movimento cívico "Não apaguem a memória!" e a Câmara Municipal de Lisboa.

Imagem da entrada da sala dedicada à evocação das vítimas da repressão.
Ver no arquivo