Docs. selecionados:

Pesquisa Avançada
Voltar aos arquivos



Info

A Sementeira
A Sementeira, editada em Lisboa pelo operário arsenalista Hilário Marques, com o subtítulo «Publicação Mensal Ilustrada — Crítica e Sociologia», publicou-se entre Setembro de 1908 e Agosto de 1919, com uma suspensão entre Março de 1913 e Dezembro de 1915.
Embora não assuma a designação de anarquista, desempenhou um papel essencial na imprensa libertária do princípio do século XX.
Vale a pena citar um excerto do editorial do seu primeiro número (mantendo-se a grafia original):
"A Sementeira", aeroplano de ideias, voando por cima de todas as mentiras económicas, políticas e religiosas, na sua missão evangelisadora através de todos os obstáculos que se lhes deparem, bão sairá do fim a que ven destinada: propagar idéas, definir princípios, esses princípios tantas vezes deturpados e que sempre pairaram por cima de todas as miserias cerebraes de muita propagandista "popular", princípios defendidos e propagados pelos Reclus, Kropotkine, Grave, Malato, Malatesta, Ibsen, Hamon, etc., princípios que nos conduzirão indubitavelmente a uma sociedade nova, livre e de Bom-Acôrdo.

Nota biográfica/Institucional
«A Sementeira», do arsenalista Hilário Marques, da autoria de João Freire, publicada na Análise Social vol. XVII (67-68), 1981-3.°-4.º, 767-826 (http://analisesocial.ics.ul.pt/documentos/1224069124O3yAI0xs9Hd74FP0.pdf)