Docs. selecionados:

Pesquisa Avançada
Voltar aos arquivos



Info

António Pedro Braga
A coleção de António Pedro Braga é constituída por um conjunto de documentação relativa ao IV Seminário de Estudos Associativos, realizado em 1968, bem como por um conjunto de CDs de áudio relacionados com os movimentos estudantis.

Instituição
Fundação Mário Soares

Nota biográfica/Institucional
António Pedro Braga nasceu em Vendas Novas. Frequentou o Colégio Militar, o Liceu Nacional Salazar em Lourenço Marques e o Liceu de Oeiras. Frequentou o curso de Engenharia Mecânica no Instituto Superior Técnico, onde foi admitido em 1965, tendo chegado a integrar a direção da Associação de Estudantes.
Entre meados da década de 1960 e 1973, colaborou no Grupo de Teatro e no Orfeão Académico de Lisboa, participou em sessões de canto em associações estudantis, culturais e recreativas. Durante os últimos anos do Estado Novo atuou, como cantor de intervenção, em diversos momentos que marcaram o movimento estudantil, ao lado de figuras como José Afonso e Adriano Correia de Oliveira. Participou em várias jornadas e sessões culturais dinamizadas pela oposição ao regime e integrou a peça de teatro “O Racismo Não Existe”, promovida pelo Grupo de Teatro da Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico. Na altura gravou dois discos, tendo no primeiro, datado de 1970, interpretado uma canção de Luís Cília intitulada "O menino negro não entrou na roda". Em finais de 1973 saiu para a Suécia onde lhe foi concedido asilo humanitário e dali seguiu para o Brasil em abril de 1974, regressando a Lisboa em 1978.
Seguiu carreira de programador informático, tendo-se aposentado em 2013. Como profissional de informática, durante a sua estadia no Brasil, foi membro fundador da Associação de Profissionais de Informática do Rio de Janeiro. Depois de ter regressado a Portugal fez parte, até 1989, da Cooperativa de Animação Cultural Eranova, organizando e participando em diversos espetáculos na área da música popular portuguesa. Sócio da Associação José Afonso, desde 1989, coordenou a produção do Festival Cantigas do Maio em 1991 e 1992.

Dimensão
2 unidades de instalação

Estado de Tratamento
Parcialmente tratado