teste de js
Docs. selecionados:

Pesquisa Avançada
Voltar aos arquivos



Info

MFA-Movimento das Forças Armadas
Este fundo é constituído pela colecção do Boletim Informativo do Movimento das Forças Armadas, dirigido pela Comissão Coordenadora do Programa do MFA, e que foi cedida ao Arquivo Mário Soares pela Associação 25 de Abril.
Foram publicados ao todo 25 números, entre 1 de Setembro de 1974 e 14 de Agosto de 1975, que tinham por objectivo divulgar a situação económica, social, política e militar vivida em Portugal, após o 25 de Abril de 1974.
A edição do boletim era da responsabilidade da 5ª Divisão do Estado Maior General das Forças Armadas, e a sua distribuição estava a cargo do jornal O Século.

Instituição
Fundação Mário Soares

Nota biográfica/Institucional
O MFA – Movimento das Forças Armadas foi o responsável pela revolução de 25 de Abril de 1974, que pôs termo à ditadura em Portugal.
Teve na sua origem no designado Movimento dos Capitães, resultante do descontentamento entre os militares face à política do governo de Marcello Caetano, designadamente no que respeitava à continuação da guerra colonial.
O Movimento dos Capitães foi-se consolidando ao longo do ano de 1973, em torno dos objectivos de colocar um fim à guerra nas colónias e de restabelecer a democracia em Portugal, tendo, em Dezembro, eleito um Secretariado Executivo constituído por Vasco Lourenço, Otelo Saraiva de Carvalho e Vítor Alves.
Formaram-se então várias comissões que iniciaram a preparação de um golpe militar, que teve a sua concretização a 25 de Abril do ano seguinte.
As tropas foram comandadas no terreno por diversos capitães, sendo as operações dirigidas superiormente pelo major Otelo Saraiva de Carvalho.
O movimento aparece então aos portugueses com um programa que se definia por três Ds: Democratização, Descolonização e Desenvolvimento.

Depois da revolução, o MFA sofreu várias transformações na sua organização, primeiro ao nível da sua Comissão Coordenadora, e depois também com a formação do Conselho dos Vinte e das Assembleias do MFA. Integrou igualmente o Conselho da Revolução e, até 1982, teve papel fundamental na recomposição das hierarquias das Forças Armadas Portuguesas.


Dimensão
Este fundo é composto por 1 pasta de arquivo, o que perfaz, aproximadamente 0.09 metros lineares.

Estado de Tratamento
Integralmente tratado.